DOUTORCIÊNCIA

ADVERTORIAL

ADVERTORIAL

Limão e alho são a solução para limpar veias do coração? Não é bem assim!

Vários sites dizem por aí que essa é a melhor receita para diminuir o colesterol alto e afastar doenças cardíacas. Investigamos o que há de verdade nisso.

Por André Bernucci em 05/11/20

Limão e Alho limpam as artérias? Fonte da imagem: Google

Figuras frequentes em diversas receitas caseiras que trazem benefícios à saúde, o limão e o alho agora estão sendo associados à capacidade de reduzir os riscos de doenças cardiovasculares por meio de uma “limpeza nas veias do coração”. De acordo com a mensagem compartilhada em diversos sites, basta diariamente uma mistura dos dois ingredientes. Será que é verdade? 

Não. Para tirar essa história a limpo, conversamos com a nutricionista Marcia Gowdak, diretora do Departamento de Nutrição da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo e com a nutricionista e especialista em cardiologia da Santa Casa de Porto Alegre Bianca Duarte Beck. Apesar de o limão e o alho proporcionarem inúmeros bens à saúde, eles não têm capacidade de remover placas das artérias do órgão, afirma Bianca.

Para Bianca, esse tipo de divulgação é sensacionalista, já que não existem estudos científicos concretos o suficiente para concluir uma afirmação tão significativa. Até o momento, há apenas uma pesquisa sobre o assunto, realizada no Irã. Porém, por ter utilizado um pequeno número de participantes – 112 pessoas fizeram parte do experimento –, o estudo não pode ser considerado determinante. 

Durante o experimento, os voluntários foram divididos em dois grupos. Em um deles, os componentes consumiram pequenas doses da mistura, enquanto a outra parte não bebeu nada. Segundo os dados publicados, os que beberam o líquido por oito semanas apresentaram uma queda nos níveis de gordura e de pressão arterial. 

Como nutricionista e especialista em cardiologia, Bianca afirma que uma dieta cardioprotetora eficiente é aquela que considera todos os aspectos importantes para o paciente. Incluir o alho e o limão é uma boa orientação nutricional, mas sem o objetivo de que eles atuem em placas de gordura nas paredes arteriais, e sim visando uma dieta saudável, com redução de consumo de sódio, temperos prontos ultraprocessados e gorduras saturadas.

Os benefícios do limão e do alho

De acordo com a nutricionista clínica Cintia Squeff, não há dúvida de que os dois ingredientes trazem benefícios ao corpo.

O limão é rico em Vitamina C, que contém poder antioxidante e atua na imunidade, na cicatrização e em diversas ações bioquímicas. O alho tem uma substância chamada alicina, atuante na manutenção da pressão arterial e na imunidade – evitando gripes e resfriados com sua ação antioxidante.

Não podemos abandonar o acompanhamento com o médico cardiologista e devemos fazer o checkup, que é o o que realmente vai avaliar indicadores importantes de uma boa saúde, como o colesterol, os triglicérides e a glicemia. Mas, caso deseje, não há problema em usar a combinação como tratamento coadjuvante por um tempo limitado — explica Cíntia.

O alho deixa um hálito desagradável. Fonte da imagem: Google

Resumindo…

Alho e limão são bons para a saúde de forma geral e podem ajudar a evitar o acúmulo de gordura na parede das artérias, mas não são capazes de desentupir veias.

Mas afinal,  o que são “veias entupidas”?

aterosclerose é o acúmulo de placas de gordura, cálcio e outras substâncias nas artérias. Esses depósitos dificultam a passagem de sangue nos vasos, o que pode causar infartos, derrames e até morte súbita. Além disso, a aterosclerose pode ser desencadeada pelo excesso de colesterol “ruim” na corrente sanguínea.

Colesterol ruim

O LDL é o famoso colesterol ruim. Tratando-se de uma lipoproteína de baixa densidade, ele pode se depositar nas paredes das artérias formando placas ateroscleróticas. As quais dificultam a passagem de sangue, aumentando os riscos de infarto e AVC.

Colesterol bom

O HDL é uma lipoproteína. As lipoproteínas permitem o transporte das gorduras pelo organismo, participam da retirada do colesterol da parede arterial e impedem o acúmulo de gorduras nas artérias, o que faz com que bons níveis de HDL seja um fator de proteção contra infartos e acidente vascular cerebral (AVC).

Doenças que o colesterol alto pode causar

Entre as doenças associadas com os altos níveis de colesterol estão:
  • Aterosclerose (“entupimento” das artérias)
  • Formação de trombos
  • Liberação de êmbolos
  • Infarto
  • Insuficiência cardíaca
  • AVC (Acidente vascular cerebral)
Essas doenças podem levar ao óbito ou deixar sequelas para o resto da vida.

Na imagem se vê uma representação do colesterol HDL e LDL.  Fonte da imagem: Google

Como diminuir o colesterol ruim?

Para melhorar a produção do colesterol bom (HDL) e diminuir a produção do colesterol ruim (LDL) o ideal é aliar uma boa alimentação, a prática de atividades físicas regularmente e um elemento chamado de Resveratrol.

O que é este elemento?

Resveratrol é um composto fenólico, extraído de plantas medicinais específicas como a polygonum cuspidatum, da casca e semente da uva.

Onde encontrar?

Existem alguns tipos de suplementos a base de resveratrol disponíveis no mercado, porém deve-se ter cuidado na escolha. 
 
Devido a matéria-prima ser importada, boa parte destes suplementos ficaram ainda mais caros com a alta do dólar, o que pode deixar a aquisição inviável.
 
Outra opção seria mandar manipular, porém a maioria (pra não dizer todas) as farmácias de manipulação vendem “gato por lebre”, elas oferecem em uma quantidade (mg) diária muito menor que a recomendada.

A solução

O único elemento de boa qualidade e confiança que encontramos aqui no Brasil é um famoso fitoterápico japonês chamado de Hipercontroll. Ele contem a quantidade ideal de Resveratrol, além de outros componentes que auxiliam na redução do colesterol ruim (LDL) e no aumento do colesterol bom (HDL).

Como esse elemento vai ajudar?

Existem inúmeros estudos científicos que afirmam que este elemento chamado de Resveratrol auxilia no combate ao colesterol ruim LDL e auxiliam na produção do colesterol bom HDL.
 
Veja o trecho de um desses estudos realizados em conjunto pelas Universidade Federal do Vale do São Francisco e a Universidade Estácio de Sá:
Em estudo científico publicado pela Universidade Federal de Santa Maria, foi comprovado que o resveratrol ajuda a diminuir o risco de aterosclerose (“entupimento das veias”):

Auxilia todo sistema cardiovascular

“O resveratrol serve para todo sistema cardiovascular, ajuda na produção de óxido nítrico que ajuda na vasodilatação, protege contra o infarto do miocárdio”, afirma o Dr. Dayan Siebra.
 
“O resveratrol ajuda muito, ele baixa a pressão arterial, melhora o fluxo sanguíneo pelas artérias, melhorando a microcirculação, ele é um bálsamo para o sistema cardiovascular, prevenindo infartos e AVC’s”, afirma o Dr. Marco Menelau.
 
“Ele impede a oxidação de alguns elementos do nosso corpo muito importantes, por exemplo: o LDL que leva o colesterol se ele se oxidar, vai causar problemas na artéria, vasos sanguíneos e o resveratrol impende que ocorra essa oxidação. Ele também tem uma ação antiplaquetária, ele inibe a agregação plaquetária, como se fosse um AS, protegendo nossos vasos sanguíneos da formação de trombos”, afirma o Dr. Juliano Telles.

Como funciona esse elemento?

A composição de Hipercontroll é baseada em diversas comprovações científicas do mundo todo e em inúmeras recomendações médicas. Ele vai te ajudar da seguinte forma:
  • Diminuir o colesterol alto (LDL);
  • Melhorar a produção de colesterol bom (HDL);
  • Amenizar a formação de trombos;
  • Possui ação antiplaquetária;
  • Possui ação antiviral potente;
  • Melhorar a vasodilatação;
  • Na produção óxido nítrico;
  • Antioxidante potente: varre os radicais livres das células;
  • Age no antienvelhecimento;
  • Ajudar na memória;
  • Possui efeito anti-inflamatório;
  • Diminuir os níveis de insulina;
  • Controlar a glicemia;
  • Inibir as enzimas que degradam o colágeno;
  • Aumentar os níveis de testosterona em homens;
  • Corrigir desequilibrios hormonais em mulheres;
  • Auxiliar na queima de gordura;

Hipercontroll precisa de prescrição médica?

Hipercontroll não precisa de prescrição médica pois é um fitoterápico 100% natural.

Como tomar HiperControll?

De acordo com estudos científicos a dosagem ideal para a maioria das pessoas é de 2 cápsulas de Hipercontroll por dia em um intervalo médio de 12 horas entre cada cápsula.

Onde encontrar este suplemento?

Agora, atenção compre sempre direto no site oficial do fabricante: www.hipercontroll.com porque além de garantir o desconto, você terá absoluta certeza de que vai comprar o produto ORIGINAL. Os leitores do DoutorCiência tem direito a um cupom de desconto exclusivo. Clique na imagem abaixo para obter o desconto exclusivo:

Políticas de Privacidade – Termos de Uso – CNPJ: 30.793.893/0001-30 

2020 © Blog Doutor Ciência. Todos os direitos reservados